Guia Mais

Como Tomar Melhores Decisões Financeiras?

Uma das habilidades que nos distingue do resto dos animais é a capacidade de decidir.

Quando nos confrontados com uma situação ou problema que respondemos “não sei o que fazer”, negamos o nosso maravilhoso potencial de decisão.

Pior ainda, impedimos de agir e ver os resultados que podemos obter conforme o tempo.

Uma má tomada de decisão na questão financeira, pode nos trazer algumas frustrações, como dívidas e arrependimentos.

Mas para que isso não ocorra com você, hoje trazemos algumas dicas para que tenha estabilidade em suas decisões (principalmente as financeiras).

Relacione o tempo antes de decidir

Nós tendemos a acreditar que as decisões são um processo, algo que é feito a longo prazo.

Mas não é verdade, decidir deve levar apenas um momento. Mais tempo não significa tomar uma decisão melhor, na verdade pode ser o mesmo que adiá-la.

Imagine que você quer deixar seu namorado porque não está satisfeito (por qualquer motivo) em seu relacionamento.

Assim, diz a si mesmo que vai levar algum tempo para pensar sobre isso, mas o que você realmente faz é perder tempo em um relacionamento que não adianta mais.

O tempo razoável depende da magnitude da sua decisão, agora decidir pagar suas dívidas leva apenas um momento.

Identifique as opções

Analise quais são suas opções, nós tendemos a pensar que há apenas dois: A ou B.

Na verdade, há muitas opções se você olhar para a situação em detalhes, pense e faça uma lista sobre.

Então, pergunte a si mesmo sobre cada um deles, pergunte-se também se tomaria a mesma decisão novamente sob outra circunstância.

Ao analisar suas opções detalhadamente, você consegue identificar mais alternativas e decide com mais precisão.

Assim, evitando qualquer tipo de arrependimento posterior e outras consequências negativas.

Questione-se

Algumas decisões são simples e fáceis de tomar, enquanto outras são mais complexas e requerem mais reflexão.

Quando isso acontece, procuramos erroneamente mais informações que possam nos confundir.

Em vez de saturarmos de informações ou opiniões de outros, devemos nos questionar para termos respostas corretas.

Se você está muito confuso sobre qual decisão tomar, reflita sobre as seguintes questões:

  • Imagine que você tem sucesso em ambas as decisões, qual você escolheria?;
  • Vale a pena ganhar o mesmo que perder? Falhar as vezes só é uma forma de pensar;
  • Se pelo contrário, você tivesse uma vida maravilhosa com sua escolha, o que decidiria?.

Às vezes nossas opções são necessariamente exclusivas, o que pode facilitar a nossa decisão.

Se temos uma opção que é única e que pode se dissipar com o tempo, devemos pensar nela com mais certeza de obtê-la.

As melhores decisões financeiras

Quando temos problemas financeiros, nossas decisões vêm do medo ou do desconforto.

Tornando assim, os resultados das decisões não tão positivos quanto esperamos.

Mas nem o medo nem o desconforto são desculpas para agir. O que o move a ser o que quer ser?

Tomar boas decisões não é um talento, uma condição genética ou um presente legado.

Ela é uma habilidade lapidada pela prática, quanto mais você pratica, melhor você decide.

Quando estiver mais habilidoso em tomar decisões, economizará tempo e dinheiro decidindo.

Add comment