Guia Mais

Consumismo → Por que Gastamos Muito? [VEJA AQUI!]

Por trás de cada ação está uma explicação, pessoal ou contextual. E é por isso que geramos a seguinte questão “por que gastamos muito?”.

Vivemos em uma cultura consumista que nos faz acreditar que ter mais é ser mais.

Embora todos sejamos presos da cultura, podemos encontrar maneiras de equilibrar nosso financeiro.

Mas antes, é importante saber do porque consumimos tanto. Nem sempre é culpa da publicidade, há fatores emocionais que desempenham um papel crucial na forma como gerimos o dinheiro.

A maneira como você gasta está profundamente ligada a situações específicas em sua vida, seja ela agradável ou não.

Quando você entender o tipo de sentimento que dá origem aos seus gastos, poderá mudar seus hábitos de consumo e melhorar suas finanças.

Na maioria dos casos, o problema não é quanto você gasta, mas o sentimento que vem depois com as despesas.

Leia abaixo atentamente, analise e revise suas emoções para descobrir por que você gasta muito.

Fatores externos

Como sempre, é muito fácil culpar alguém por nossas falhas ou erros.

Também é verdade que nossos pensamentos e comportamentos são modelados pelo contexto em que vivemos.

Nossa cultura é especialmente focada em nos fazer gastar e gastar, isso é estratégico e causado.

Abaixo citamos dois fatores ao seu redor que fazem com que fique mais propenso a gastar.

  • Facilidades em pagamentos

Em diversas lojas, os proprietários oferecem descontos por temporada e condições especiais para o pagamento em diversas vezes.

E isso contribui para o aumento de seu consumo, pois geralmente obtém mais prazo e opta por obter o produto por isso.

Normalmente, quando compra algo em parcelas ou com o cartão, acaba pagando três vezes o valor do produto.

Se for comprar algo, economize e compre no dinheiro, isso evitará despesas pendentes.


  • A publicidade 

A propaganda é o meio mais eficaz de modelar o pensamento em massa.

É tão velho e poderoso, que a política e a religião a usam para implementar suas ideias. Os comerciais vendem-nos um ideal de viver.

Vamos levantar como exemplo, um certo equipamento de exercício onde aquelas mulheres com corpos esbeltos malham.

Com isso, nossa mente capita a mensagem de que usando a mesma máquina, podemos ter o “corpo perfeito” similar. Portanto, muitas pessoas compram o produto, mas sem os mesmos resultados.

Colocar música ao fazer compras é outro truque que as lojas usam para fazer com que gaste mais.

Quando sua mente está distraída pela música, você não gasta tanto tempo refletindo sobre o que está comprando, mas cria um estado agradável que o induz a comprar.

Com isso, nos tornamos vítimas dos enganos da publicidade porque confiamos em seu “milagre” anteriormente.

Fatores internos

Embora os fatores externos sejam muito fortes, os internos também possuem sua relação emocional com as despesas.

Com isso, se você é capaz de entender e mudar suas emoções, será capaz de controlar suas despesas.

  • Gratificação instantânea

Cada ação humana responde a duas emoções: prazer ou dor.

Naturalmente buscamos prazer para nos sentir bem, por isso muitas pessoas possuem prazer em comprar, pois a sensação de obter é boa.

Acreditamos que gastar dinheiro é algo que merecemos por trabalhar duro e gastá-lo é direito nosso.

Mas o que não sabemos é que, a boa sensação de compra é momentânea.

Quando você tem um orçamento, objetivos financeiros claros e pessoais específicos, o prazer do momento não é mais primordial.


  • Comparação aos demais

A pior coisa que pode fazer é comparar-se com os outros.

Cada um de nós é diferente, ou seja, pensamos, sentimos e agimos de forma diferente.

Ninguém é melhor ou menos do que ninguém, somos apenas diferentes.

Se alguém compra roupas mais caras que você, não significa necessariamente que são melhores ou mais felizes que você.

Ter um certo status social, viver em uma determinada área da cidade ou dirigir um carro caro, não significa ter mais dinheiro.

Desenhe seus próprios objetivos, crie um plano e o siga, você poderá ser mais realizado que qualquer um.

Add comment